Portal CDT/UnB - Notícia: Empresa graduada da Universidade de Brasília segue firme no mercado
Acesso ao portal CDT

Esqueceu a senha? clique aqui.

Quero me cadastrar no portal

Fechar

Parcelas Disponíveis

Senha para realizar a inscrição
Fechar
Acesso ao portal CDT

Esqueceu a senha? clique aqui.

Quero me cadastrar no portal

NOTICIAS
ULTIMAS NOTICIAS
Empresa graduada da Universidade de Brasília segue firme no mercado
25/07/2014
                                                        Parte da equipe IPe
 
Em um escritório recém-montado na quadra 206 Norte, em Brasília, os sócios da empresa IPe Engenharia de Redes dão continuidade ao sonho iniciado há quatro anos, quando ingressaram no processo de incubação do Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília (CDT/UnB). Com a graduação, que aconteceu no final do ano passado, agora eles seguem mais independentes e maduros. 
 
A IPe foi fundada em janeiro de 2010 por sócios Engenheiros de Redes de Comunicação e apoiada pelo programa Multincubadora de Empresas do CDT/UnB, na modalidade Base Tecnológica. “O processo de incubação pra IPe foi muito valioso porque, no momento em que nós estávamos começando a entender como uma empresa funciona, tivemos acesso a muitas pessoas que puderam nos ajudar bastante. Portanto, a rede de outras empresas e pessoas que o CDT nos conectou foi o principal apoio para acharmos nosso rumo”, destaca o diretor de inovação da empresa, Roberto Braga. 
 
A Incubadora de Empresas de Base Tecnológica do CDT apoia a construção, o crescimento e a consolidação de novos empreendimentos. Por meio desse programa, os empreendedores recebem infraestrutura compartilhada, assessorias e consultorias especializadas em áreas estratégicas, e têm oportunidade de participar de diversos cursos e atividades de capacitação para o benefício das empresas.
 
A IPe ficou incubada no CDT até novembro do ano passado, quando recebeu o certificado de graduação. Roberto conta que, mais do que mudar a cabeça dos empresários, a graduação muda principalmente a visão que as pessoas têm da empresa. “Eu diria que para o público externo a empresa fica mais atraente e se posiciona melhor no mercado. A gente passou por um aprendizado muito grande, que foi a reforma do escritório novo, e é o tipo de desafio que o empresário tem que aprender a lidar”, analisa. 
 
“Uma das mudanças é que a gente passou a ter uma preocupação maior com outras coisas que no CDT, por exemplo, não tinha. A gente passou a se ver mais como uma empresa sustentável, porque agora tem que se preocupar muito mais com os custos que são diferentes. E também trouxe uma visão muito mais séria do que a empresa tem que fazer pra poder ter um sucesso lá na frente, então essa é uma exigência maior que passa agora a ter, em comparação com a época em que estava incubada”, acrescenta o diretor de operações, Marcelo Holtz.
 
Os sócios da IPe revelam ainda que a incubação os ensinaram a ter foco, prova disso é que eles enxugaram bastante o portfólio e resolveram se especializar somente na área de segurança de redes, oferecendo aos seus clientes um produto com maior qualidade. “A gente foi experimentando e sentindo até chegar nessa conclusão, que o próprio mercado ditou muito ‘vocês precisam ter um foco, vocês não podem chegar aqui vendendo de tudo porque quem vende tudo não vende nada’”, alerta Roberto. Agora eles vendem um produto desenvolvido pela própria empresa chamado Vidya, uma ferramenta para proteção de websites que evita ataque de hackers, além de representarem um fabricante de equipamentos na área de segurança que complementam os serviços que o Vidya oferece. 
 
Hoje a empresa conta com uma equipe de 15 pessoas entre sócios, colaboradores celetistas e estagiários. Sua carteira de clientes é dividida entre o governo e empresas privadas, tendo como principais clientes a Fiocruz, o Ministério Público do Trabalho e o Hospital da Criança de Brasília. “O grande objetivo com essa carteira de clientes é continuar crescendo sempre, porque a sustentação da empresa está diretamente ligada a isso. Apesar de já termos uma carteira sólida, o mais importante é mantermos uma renovação boa pra que a gente tenha um bom ritmo de crescimento”, conclui Roberto.
 
Em relação aos lucros, eles garantem: “A IPe está superavitária desde os seus primeiros dias e continua, então a gente fica muito feliz por isso. A preocupação financeira sempre existiu do ponto de vista de manter a empresa sustentável, mas graças a Deus a gente nunca passou nenhum aperto real”.
 
 
LÍVIA CAROLINA MACHADO
Jornalismo
Núcleo de Pesquisa em Desenvolvimento e Comunicação - NPDC
Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília - CDT/UnB
 
 
 
Últimas notícias
HACKATHON - FEIRA DE NEGÓCIOS E INOVAÇÃO
Data: 20/11/2019
Base de dados...
Saiba mais
MOMENTO EMPREENDEDOR
Data: 19/11/2019
Chegou o seu momento Empreendedor!!! Se inscreva para participar de um momento de troca de Experiência entre diversas Startups do DF...
Saiba mais
Feira de Negócios e Inovação 2019
Data: 05/11/2019
Inscrições Abertas - Feira de Negócios e Inovação - 2019 Nos dias 21 e 22 de novembro, o Ambiente de Inovação da UnB realizará a 9ª ed...
Saiba mais
BREVE DESCRIÇÃO DAS EJs
Data: 11/10/2019
Documento com uma breve descrição da Ejs do CDT/UnB...
Saiba mais
Projetos de Pesquisas
Data: 11/10/2019
Projetos de pesquisa em execução no âmbito do CDT/UnB...
Saiba mais
Universidade de Brasília - Edifício CDT
Campus Universitário Darcy Ribeiro
Brasília - Distrito Federal
Caixa Postal: 04397 Cep: 70904-970
E-mail: atendimento@cdt.unb.br
Telefone: + 55 61 3107-4100
Fax: + 55 61 3107-4136