Portal CDT/UnB - Notícia: Sustentabilidade e inovação
Acesso ao portal CDT

Esqueceu a senha? clique aqui.

Quero me cadastrar no portal

Fechar

Parcelas Disponíveis

Senha para realizar a inscrição
Fechar
Acesso ao portal CDT

Esqueceu a senha? clique aqui.

Quero me cadastrar no portal

Notícias
Últimas notícias
25
Jul

ABPES...

Sustentabilidade e inovação
01/09/2014

Tecnologias sociais e sustentáveis, projetos que oferecem oportunidades para algumas pessoas e mudam a vida de outras, processos que ajudam a transformar e melhorar o meio ambiente. Na última quinta-feira (28), a comunidade pôde conhecer tecnologias e processos produtivos desenvolvidos por pesquisadores da Universidade de Brasília (UnB) com o objetivo de minimizar os impactos causados pelo manejo inadequado dos resíduos sólidos.

O Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da UnB (CDT/UnB) promoveu a mostra “A Contribuição da Comunidade Científica para o Desenvolvimento de Tecnologias Sociais e Sustentáveis para o Reaproveitamento de Resíduos Urbanos”. Na ocasião, realizou a assinatura de três contratos de transferência de tecnologias sociais e sustentáveis e lançou a Vitrine Tecnológica – catálogo eletrônico que reúne serviços tecnológicos, soluções inovadoras e um portfólio de todas as tecnologias da Universidade disponíveis para transferência. A iniciativa teve como objetivo apresentar possíveis soluções para a destinação correta de resíduos sólidos, imposta pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

Foi o caso de tecnologias e processos produtivos sustentáveis desenvolvidos nos laboratórios e expostos na mostra, como: reciclagem do papel moeda e bitucas de cigarro; carrinho de lixo para limpeza urbana, fabricado a partir da reutilização de banners, lona e tecidos; sistema de conversão de gordura em combustíveis. Além da produção de tintas a partir de óleo de fritura; móveis sociais desenvolvidos a partir de madeiras de demolição; aumento da secreção de enzimas para produzir bioetanol com menor custo; levedura recombinante para produção de ácido lático; dentre outros.

No final da tarde, a empresa Poiato Recicla assinou o contrato de licença de uso da tecnologia “bituca de cigarro”, e a empresa Baru e a Cooperativa Sonho de Liberdade assinaram o contrato de licença de uso de desenhos industriais aplicados em móveis. As duas últimas são parceiras no processo de fabricação e comercialização dos chamados móveis sociais.

O reitor da UnB, professor Ivan Camargo, afirmou ser um orgulho a universidade atuar ativamente na transferência de conhecimento e de patentes para a sociedade. “É um prazer ver a reutilização de resíduos em vários projetos que caminham na direção que nós queremos: um mundo mais sustentável e agradável. E eu fico muito satisfeito de estar aqui hoje, vendo nossos cientistas e artistas trabalhando em parceria com a sociedade”, destacou.

O diretor do CDT/UnB e docente com o maior número de patentes registradas, professor Paulo Suarez, frisou que as tecnologias sustentáveis apresentadas na mostra são importantes porque dão uma resposta a um problema grave que a sociedade enfrenta atualmente, que é o tratamento adequado do lixo. “O mais importante dessa mostra, é que a UnB está disponibilizando diversas tecnologias que podem auxiliar o desenvolvimento socioeconômico e ambiental. São tecnologias que buscam resolver problemas específicos de tratamento de resíduos que até hoje não tinham solução”, explicou.

“É de extrema relevância apresentar as soluções desenvolvidas nos laboratórios que podem melhorar a qualidade de vida da comunidade. Uma dessas tecnologias é a nossa, a reciclagem das bitucas de cigarro, objeto do termo de parceria assinado hoje com a Poiato Recicla, de Votorantim/São Paulo, que vai começar a aplicar lá, a tecnologia que a gente desenvolveu aqui”, comemorou a professora Thérese Hofman.

 “Tecnologias de baixo custo são bem-vindas e essas da mostra são as minhas preferidas, porque qualquer comunidade que realmente tenha interesse em reciclar, está fazendo um bom negócio, o lixo é um bom negócio”, analisou Valéria Gentil, doutora pelo Centro de Desenvolvimento Sustentável da UnB e membro do Observatório da Política Nacional de Resíduos Sólidos

“Com a entrada da Lei Antifumo o descarte da bituca de cigarro aumentou consideravelmente nas ruas e calçadas, com isso, nós desenvolvemos coletores especiais com uma proposta educativa que mostra ao cidadão o porquê ele não deve jogar esse resíduo no chão, o impacto que isso causaria e que com uma simples mudança de hábito, nós poderíamos resolver esse problema. Felizmente nós conseguimos números satisfatórios e uma adesão da população enorme para esse trabalho, mas existia ainda a preocupação com a destinação final desse resíduo. Com a descoberta desse trabalho da UnB e com todo o fundamento científico que ela proporciona para o desenvolvimento de tecnologias, nós entendemos que também poderíamos fazer um trabalho de geração de renda e inclusão social envolvendo entidades da nossa região, daí fizemos o contato e hoje chega no dia de tornar pública essa parceria, em que além do serviço de coleta e armazenamento, nós também vamos fazer o processamento das bitucas”, afirmou Marcos Poiato, sócio proprietário da Poiato Recicla.

“O nosso projeto é de muita importância pra geração de renda e oportunidade de trabalho pra uma comunidade carente e de alta vulnerabilidade. A missão da Cooperativa Sonho de Liberdade é oferecer oportunidade de trabalho digno com renda suficiente pra detentos e ex-detentos. E esse projeto vai colaborar pra redução da criminalidade, da emissão de gases de efeito estufa e do volume de lixo nos aterros sanitários e lixões. A assinatura do contrato de licença de uso da tecnologia vai representar um aumento na produção e na destinação mais nobre da madeira descartada”, finalizou César Rabelo, da Cooperativa Sonho de Liberdade

Para conhecer mais sobre as tecnologias disponíveis para transferência na UnB, acesse.

 

Móveis sociais

 

 

 

 

 

Loureine Rapôso, engenheira florestal e mestre em Ciências Florestais. Trabalhou com a professora Thérese na dissertação de mestrado sobre a reciclagem do papel moeda e atualmente também trabalha na reciclagem das bitucas

 

 

 

 

 

 

 

 

Professor Ivan Camargo 

 

Equipe da UnB com os empresários que assinaram os contratos de licença de uso das tecnologias 

 

Professora Thérese com a equipe que desenvolve o trabalho de reciclagem e os membros da empresa Poiato

 

Equipe da Agência de Comercialização de Tecnologia do CDT, responsável pela transferência das tecnologias

 

LÍVIA CAROLINA MACHADO
Jornalismo
Núcleo de Pesquisa em Desenvolvimento e Comunicação - NPDC
Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília - CDT/UnB

 

 

 

 

Últimas notícias
PRÊMIO TECNOLOGIAS DE IMPACTO
Data: 19/09/2017
Uma grande oportunidade para novas tecnologias e startups, confira...
Saiba mais
Decanato de Pesquisa e Inovação e CDT promovem workshop sobre saúde
Data: 11/09/2017
A iniciativa do Decanato de Pesquisa e Inovação faz parte do projeto "Grandes Temas" da UnB que tem por objetivo aproximar áreas e gr...
Saiba mais
CASE: UFC BRASIL, uma palestra sobre reposicionamento de marca aconteceu no Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília
Data: 25/08/2017
Um evento completo abordando assuntos necessários para novos empreendedores, mas com um foco direcionado aos fãs....
Saiba mais
Como grandes empresas podem evitar a falência inovando com as startups
Data: 23/08/2017
Porque grandes corporações irão falir caso não se relacionem com o ecossistema de startups?...
Saiba mais
A Importância de eventos sobre inovação e tecnologias voltados para a Política
Data: 23/08/2017
O 1º Encontro em Gestão da Inovação e Transferência de Tecnologia e sua importância para o PROFNIT...
Saiba mais
Universidade de Brasília - Edifício CDT
Campus Universitário Darcy Ribeiro
Brasília - Distrito Federal
Caixa Postal: 04397 Cep: 70904-970
E-mail: atendimento@cdt.unb.br
Telefone: + 55 61 3107-4100
Fax: + 55 61 3107-4136