Portal CDT/UnB - Centro de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico da Universidade de Brasília
Acesso ao portal CDT

Esqueceu a senha? clique aqui.

Quero me cadastrar no portal

Fechar

Parcelas Disponíveis

Senha para realizar a inscrição
Fechar
Acesso ao portal CDT

Esqueceu a senha? clique aqui.

Quero me cadastrar no portal

Notícias
Últimas notícias
Casos de Sucesso
Os primeiros parques tecnológicos surgiram ainda na década de 50. De acordo com a Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), a ascensão deles pode ser segmentada em três gerações: de 1950 a 1980, de 1980 a 1990 e de 1990 até os dias de hoje.

Os “Parques Pioneiros” surgiram de forma espontânea em fortes centros promotores de conhecimento. O público alvo desses Parques eram as empresas start-ups universitárias, além de empresas de setores industriais tradicionais, que atuariam no mercado interno. Eles causaram externalidade positiva inesperada ao alcançar também os mercados externos. O Vale do Silício, na Califórnia, Estados Unidos é o primeiro caso e o mais conhecido parque tecnológico do mundo, que, com mais de 25 mil empregados, é o maior polo de empresas de alta tecnologia do mundo. Lá se concentram as mais influentes empresas de tecnologia da informação, tais como HP, Google, E-Bay, Oracle, Apple, entre outras.

Os Parques da segunda geração também conhecidos como “Parques Seguidores” surgiram na tentativa de seguir a esteira do sucesso dos Parques da primeira geração. Foram mais planejados e tiveram mais incentivos dos governos para sua implantação. Nessa geração, a necessidade de desenvolver P&D aplicado aos negócios direcionou os esforços dos centros produtores de conhecimento a promover a criação de Parques Científicos Tecnológicos (PCTs) o que incentivou a atração de recursos humanos qualificados, a demanda por tecnologia de ponta e a competitividade internacional. Um bom exemplo é o The Surrey Research Park, localizado em Guilford – Surrey, no Reino Unido. Abriga 110 empresas envolvidas em várias áreas de pesquisa, desenvolvimento e design.

Os mais recentes, denominados Parques Estruturantes, estão sendo criados a partir de experiências geradas pelos Parques da primeira e segunda geração. Eles são responsáveis pelo crescimento tecnológico dos países emergentes e pela promoção do processo de desenvolvimento socioeconômico. Geralmente, os Parques da terceira geração estão instalados junto ao tecido urbano e, em decorrência disto, acabam sendo importantes atores no processo de desenvolvimento e transformação da cidade onde se encontram. Em alguns casos, há ocupação de áreas menos favorecidas para fomentar o desenvolvimento por meio de Parques especializados. Como exemplo, temos os Bioparques na Ásia, o Sucupira no Brasil e o Parc Científic de Barcelona, na Espanha.
Universidade de Brasília - Edifício CDT
Campus Universitário Darcy Ribeiro
Brasília - Distrito Federal
Caixa Postal: 04397 Cep: 70904-970
E-mail: atendimento@cdt.unb.br
Telefone: + 55 61 3107-4100
Fax: + 55 61 3107-4136