A spin-off da UnB, KrillTech Nanotecnologia Agro S.A, é citada, novamente, como sendo uma das principais empresas de nanotecnologia do Brasil. O reconhecimento da startup brasileira, fundada por pesquisadores da Universidade de Brasília, vem aumentando a cada ano, com a participação em eventos relevantes, além de prêmios internaicionais. A empresa já ganhou o renomado prêmio KPMG Private Enterprise Global Tech Innovator, em uma competição a nível mundial e saiu na lista das 100 Startups to Watch de 2022.

 

Agora, o CEO da Ciarama Máquinas, concessionária John Deere no Mato Grosso do Sul, Renato Serafim, em sua matéria "The 10 Agtechs Promising to Transform the Brazilian Agribusiness in 2024" relata que, com base em quatro critérios simples, foram selecionadas dez stratups do agronegócio que irão se destacar em 2024.

 

Os critérios utilizados foram: inovação de produtos, soluções eficazes para os desafios enfrentados pelos agricultores/pecuaristas, a facilidade de adoção no processo (antes, durante ou depois da porta da fazenda) e o talento das pessoas envolvidas na gestão.

 

"De acordo com o relatório de investimentos da Agfunder para a América Latina em 2023, o Brasil lidera o mercado latino-americano de startups de tecnologia agroalimentar, com quase 50% de participação. As principais teses de investimento para 2024 são Agfintechs, Biologics, Marketplaces e Climatechs, áreas onde focarei minhas seleções." (Renato Serafim, em AgNews, 2024).

 

A KRILLTECH é uma agtech brasileira que emergiu de uma pesquisa em parceria com a Universidade de Brasília e a Embrapa, focada no desenvolvimento de uma agricultura sustentável e de alta produtividade, e que desenvolveu um produto único no mercado brasileiro, que foi objeto de patente no Brasil e no exterior.

 

"Concluindo, a presença da nanotecnologia na agricultura brasileira, representada pelas conquistas da KrillTech, NanoScoping e do grupo do Dr. Valtencir Zucolloto, promete transformar significativamente o setor."(Renato Serafim, em AgNews, 2024).

 

Leia a matária completa no site da AgNews, clicando no link https://news.agropages.com/News/Detail-49077.htm.

 

Comunicação CDT